Os Coxinhas do Rock´n´Roll

29 03 2010

Por Stefanie Duarte

coldplay

No passado, na geração dos pais e avós da juventude de hoje, o que imperava era a rebeldia. As bandas que revolucionaram o século e estavam presentes no modo de vida dos jovens e adolescentes fazia o estilo rebelde por uma boa causa, fazendo a sociedade entoar Whole Lotta Love, do Led Zeppelin, músicas que não tem mais tanto espaço nos nossos dias.

Daí surgiram os chamados “Coxinhas”, que são aqueles que fazem o estilo do moço bem comportado, com letras onde tudo é lindo, ou amarelo, como diz o Coldplay, o maior exemplo do gênero, em Yellow.

Outro exemplo é o U2, que faz a linha dos politicamente corretos, ou um dos percussores do movimento; Robert Smith, líder do grupo The Cure no pós-punk dos anos 80. E as gravadores só tendem a lucrar com os lideres “coxinhas”, já que a temática de “roqueiro para casar” é o que mais agrada o público jovem “A vida sorriu tanto para nós, e por isso sentimos vontade de ajudar outras pessoas”, diz Chris Martin, vocalista do Coldplay, que participa de campanhas de caridade.

O bom moço é tratado como “fofo” pelas milhares de fãs ao redor do mundo. Também, não poderia ser pra menos, é exatamente isso que a denominação “coxinha” quer dizer. Fofo e oleoso, como uma coxinha.

* * *

Anúncios